Município vai apoiar instituições para ter mais 275 vagas nas creches

“As IPSS são os nossos parceiros no território e é com elas que vamos trabalhar neste processo, mas noutras áreas também. E vamos garantir condições para reforçarem a capacidade instalada nas creches, queremos mais 25% de vagas já no próximo ano”

O candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre, assumiu hoje o compromisso de trabalhar com as instituições locais para aumentar em 25% a capacidade instalada nas creches do concelho, equivalente a pelo menos mais 275 vagas no primeiro ano de mandato.

 “As IPSS são os nossos parceiros no território e é com elas que vamos trabalhar neste processo, mas noutras áreas também. E vamos garantir condições para reforçarem a capacidade instalada nas creches, queremos mais 25% de vagas já no próximo ano”, afirmou Luís Nobre, à margem de visitas e ações no terreno dedicadas hoje ao eixo “Criar oportunidades, garantir a coesão”, um dos nove definidos pela candidatura do PS à Câmara de Viana do Castelo.

“Este é um programa com 48 medidas concretas para os 48 meses de mandato. Aumentar as vagas é prioritário porque durante os meses em que estivemos a recolher contributos para este programa reforçamos a convicção de que essa é uma necessidade real”, destacou o candidato e atual vereador no executivo municipal.

De acordo com dados das IPSS, o concelho tem 1.110 vagas preenchidas e a lista de espera equivale em geral ao dobro das vagas disponíveis todos os anos, sendo a maior necessidade sentida nas freguesias próximas das zonas industriais.

“Temos várias IPSS com vagas disponíveis, mas não comparticipadas pela Segurança Social e a nossa ideia é criar um programa para apoiar as famílias assegurando o custo destas vagas”, explicou ainda o candidato.

Luís Nobre afirma que este será um apoio claro às famílias, que precisam de soluções de retaguarda num concelho de pleno emprego: “Alvarães e Lanheses podem ser as primeiras freguesias a acolher o projeto de aumento de capacidade, pela capacidade e disponibilidade das IPSS instaladas e pela proximidade às zonas industriais”.

Outra das medidas para o próximo mandato autárquico assenta na criação de um programa de incentivo à natalidade e de uma estratégia para aumentar a capacidade destas creches ao nível das infraestruturas.

 “Não nos vamos substituir ao papel de outras instituições, apenas queremos facilitar a vida dos casais jovens que se querem fixar no território. Estamos a falar de uma estratégia integrada onde as pessoas ocupam posição central que passa pelo emprego, habitação, saúde e pela coesão. Ou seja, condições para que as pessoas vivam bem no nosso concelho”, disse ainda Luís Nobre.

O candidato acrescentou que a Câmara Municipal vai assumir as condições necessárias para que os parceiros sociais, no terreno, promovam o aumento da oferta, incluindo a consolidação da rede de respostas e valências intergeracionais, da infância à terceira idade.

Assim, entre as propostas concretas que integram o programa eleitoral de 48 medidas para o próximo mandato está ainda o apoio ao aumento da capacidade também nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas, Centros de Dia e/ou Centros de Convívio e Serviço de Apoio Domiciliário.

Sobre esse investimento nas estruturas residenciais, a Câmara, liderada pelo PS, está já a assegurar a comparticipação nacional de uma candidatura de três milhões de euros para o aumento de capacidade em sete IPSS do concelho.

Município vai apoiar instituições para ter mais 275 vagas nas creches

“As IPSS são os nossos parceiros no território e é com elas que vamos trabalhar neste processo, mas noutras áreas também. E vamos garantir condições para reforçarem a capacidade instalada nas creches, queremos mais 25% de vagas já no próximo ano”

O candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre, assumiu hoje o compromisso de trabalhar com as instituições locais para aumentar em 25% a capacidade instalada nas creches do concelho, equivalente a pelo menos mais 275 vagas no primeiro ano de mandato.

 “As IPSS são os nossos parceiros no território e é com elas que vamos trabalhar neste processo, mas noutras áreas também. E vamos garantir condições para reforçarem a capacidade instalada nas creches, queremos mais 25% de vagas já no próximo ano”, afirmou Luís Nobre, à margem de visitas e ações no terreno dedicadas hoje ao eixo “Criar oportunidades, garantir a coesão”, um dos nove definidos pela candidatura do PS à Câmara de Viana do Castelo.

“Este é um programa com 48 medidas concretas para os 48 meses de mandato. Aumentar as vagas é prioritário porque durante os meses em que estivemos a recolher contributos para este programa reforçamos a convicção de que essa é uma necessidade real”, destacou o candidato e atual vereador no executivo municipal.

De acordo com dados das IPSS, o concelho tem 1.110 vagas preenchidas e a lista de espera equivale em geral ao dobro das vagas disponíveis todos os anos, sendo a maior necessidade sentida nas freguesias próximas das zonas industriais.

“Temos várias IPSS com vagas disponíveis, mas não comparticipadas pela Segurança Social e a nossa ideia é criar um programa para apoiar as famílias assegurando o custo destas vagas”, explicou ainda o candidato.

Luís Nobre afirma que este será um apoio claro às famílias, que precisam de soluções de retaguarda num concelho de pleno emprego: “Alvarães e Lanheses podem ser as primeiras freguesias a acolher o projeto de aumento de capacidade, pela capacidade e disponibilidade das IPSS instaladas e pela proximidade às zonas industriais”.

Outra das medidas para o próximo mandato autárquico assenta na criação de um programa de incentivo à natalidade e de uma estratégia para aumentar a capacidade destas creches ao nível das infraestruturas.

 “Não nos vamos substituir ao papel de outras instituições, apenas queremos facilitar a vida dos casais jovens que se querem fixar no território. Estamos a falar de uma estratégia integrada onde as pessoas ocupam posição central que passa pelo emprego, habitação, saúde e pela coesão. Ou seja, condições para que as pessoas vivam bem no nosso concelho”, disse ainda Luís Nobre.

O candidato acrescentou que a Câmara Municipal vai assumir as condições necessárias para que os parceiros sociais, no terreno, promovam o aumento da oferta, incluindo a consolidação da rede de respostas e valências intergeracionais, da infância à terceira idade.

Assim, entre as propostas concretas que integram o programa eleitoral de 48 medidas para o próximo mandato está ainda o apoio ao aumento da capacidade também nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas, Centros de Dia e/ou Centros de Convívio e Serviço de Apoio Domiciliário.

Sobre esse investimento nas estruturas residenciais, a Câmara, liderada pelo PS, está já a assegurar a comparticipação nacional de uma candidatura de três milhões de euros para o aumento de capacidade em sete IPSS do concelho.

Outras notícias